Vivências e convivências

Vivências e convivências

domingo, 25 de setembro de 2011

As tendências para o Secretariado diante das profissões mapeadas para 2030

Muito se fala de que futuramente a tendência do mundo é de que as máquinas substituirão o ser humano, ou seja, muitas pessoas perderão seus empregos porque serão substituídos por robôs. Eu acredito sim, que com toda essa tecnologia e todo o desenvolvimento tecnológico, isso acontecerá muito em breve. Mas esses robôs substituirão apenas trabalhos operacionais, o que de certa forma, pode ser muito mais rentável e econômico para as empresas. Mas esses robôs jamais substituirão mentes pensantes e brilhantes. Algumas profissões, incluindo a de secretariado executivo, jamais poderão ser substituídas por máquinas, pois elas não pensam, não inovam, não são criativas e não criam soluções.

Segundo estudos feitos e publicados, a tendência profissional para 2030 é totalmente revolucionária e muito diferente do que temos hoje. Já podemos sentir algumas mudanças bruscas em algumas áreas, como por exemplo na medicina, na agricultura, na economia, nas inovações tecnológicas de forma geral. E a área de secretariado não é excludente, visto que as empresas estão exigindo cada vez mais desse profissional. Um profissional que toma atitudes, participa das tomadas de decisões corporativas, é um ser pensante com um papel fundamental em assessoramento. Funções e atividades que nenhum robô poderá fazer e substituir.

Tempos atrás era muito importante saber falar inglês. Quem sabia falar inglês era valorizado na empresa, pois era um diferencial. Hoje em dia, saber falar inglês não é mais um diferencial, e sim uma obrigação. E a conjuntura econômica tem mudado tanto que o idioma do futuro será o mandarim, pois os chineses estão invadindo o mercado mundial. Então o profissional de secretariado do futuro terá que ser poliglota, inteligente, se atualizar, se especializar e acompanhar todas as mudanças, pois as empresas estão mudando a uma velocidade nunca vista antes. Não só tecnologicamente, mas também as formas de administração e seleção de seus funcionários.

Algumas empresas já estão adequando seus funcionários às novas e futuras condições de trabalho. Capacitam seus colaboradores para o trabalho em equipe, desenvolvem plano de carreira para seus talentos que inclui subsídios para cursos de especialização; aos trainees oferecem rotação de cargos por vários departamentos.

Muitas vezes as pessoas vão se adequando a essas novas mudanças sem se dar conta de que o mundo todo está mudando e que já não somos mais os mesmos. Não podemos parar no tempo e acreditar que hoje temos um emprego bom e que ele nos manterá o resto da vida. Esse é um assunto muito interessante para ser abordado, pois a maioria das pessoas pensam no hoje, e nunca param para pensar como será o mundo em 2030. Não podemos nos iludir achando que tudo o que temos hoje será necessário para o resto da vida ou que ter uma faculdade nos garante um futuro promissor! Esqueça isso!!! O futuro está com sede de conhecimento, tecnologia e muitos profissionais capacitados para isso.

Futuramente existirão profissões que nunca imaginamos que pudessem existir, mas se pararmos para pensar, já estamos dando início a todas elas. Em 2009, o governo Britânico e a Fast Future Research fizeram uma série de workshops nas escolas antecipando as novas profissões para 2030. A ideia era motivar os jovens a procurar outras perspectivas profissionais, tendo em atenção a evolução da sociedade e as necessidades que as pessoas terão naquela data.

Inicialmente fizeram uma apresentação, que teve como objetivo mostrar às crianças britânicas a economia do futuro, e garantir que essas crianças saberão identificar as novas oportunidades, criadas pelas inovações tecnológicas e científicas.
Segundo o Fast future (http://www.fastfuture.com/):
• A revolução digital vai continuar a ser cada vez mais acelerada, exigindo a presença de profissionais na área de advocacia virtual, gestores de informação e criadores de marcas pessoais.
• A preservação do ambiente vai ser cada vez mais acompanhada, e não será de estranhar o aparecimento da agricultura vertical, especialistas em clima e policiais para a proteção das condições de ambientes.
• Em 2030 a população vai estar envelhecida e por isso vão aparecer os cirurgiões de implantação de memória e os construtores de partes do corpo humano. Tudo isso para garantir a qualidade de vida das populações envelhecidas, tendo em atenção que a esperança média de vida deverá chegar aos 100 anos.
• Exploração do espaço sideral e aparecimento de profissões associadas, como por exemplo, pilotos espaciais, engenheiros e guias turísticos espaciais.

Devido a essas constatações, foram feitas algumas suposições de profissões do futuro, como por exemplo: construtores de partes do corpo humano; nano-medicina; consultores e gestores em Gerontologia; cirurgião de implantação de memória; consultores em ética; pilotos, arquitetos e guias turísticos espaciais; agricultores verticais; especialistas em reversão e modificação climática; polícia de controle climático; advocacia virtual; gestor de informação virtual; gestores de Avatars e professores virtuais; designers de veículos alternativos; narrowcasters; gestores de dados excessivos; especialista em social networking e personal brander.

Apesar de toda a tecnologia, as profissões do futuro apostam também na qualidade de vida das pessoas. A grande esperança é que as novas profissões e as mudanças delas advindas possam trazer maiores expectativas de melhorias para a população mundial. Quem sabe um dia podemos encontrar a solução de todos os problemas que afetam o nosso planeta e a cura para todas as doenças que matam milhares de pessoas!!!!

Vamos nos permitir e abrir nossas mentes para o conhecimento, pois parando para pensar...... os robôs não saberão fazer tudo isso por nós!!!




Autora: Thalita Andrade, pós graduanda em Secretariado - MBS em Gestão de Pessoas e Processos, pelo convênio CESUSC/SINSESC.


Nenhum comentário:

Postar um comentário