Postagens

O falso empoderamento das redes sociais

  Todo mundo tem história. Gostamos de contar nossa própria história. É algo gratificante. Faz bem. Precisamos contar nossa história. E dar oportunidade às pessoas contarem suas também. Quem escreve a história? Sou eu!! É você!! Atualmente as pessoas tem encontrado esse espaço para escrever suas histórias nas redes sociais. Como se fosse um diário. Alguns aproveitam o espaço para compartilhar acontecimentos marcantes em sua vida. Outros, para desabafar. Outros, para expor ideais e pontos de vista a respeito de situações corriqueiras ou inusitadas. Tem quem, em nome da emoção do momento (ou da falta de noção, talvez), expõe em demasia sua família e seus amigos. E a si mesmo. Convém lembrar que os departamentos de RH das empresas estão utilizando as redes sociais como um recurso a mais no processo de recrutamento e seleção, para identificar um provável candidato e levantar informações iniciais e pessoais sobre seu perfil. Claro que o contato presencial e a entrevista ainda fazem

Relacionamento com o cliente #secretariado

  Atendimento é ....   ü Emoção e razão. ü É intangível. ü Não há direito e possibilidade de devolução ou troca. ü É uma questão de atitude. ü Depende da motivação que a pessoa que atende tem. É querer fazer e realmente fazer.     O cliente espera de quem atende....                                      Solução rápida; Competência técnica “saber fazer”; Profissionalismo; Disposição para resolver seu problema; Orgulho de representar a instituição; Empatia; Tratamento personalizado; Postura de compromisso; Cordialidade e hospitalidade; Compreensão; Comprometimento; Disposição em servir; Espírito de parceria; Colaboração. Lembrem-se: são habilidades técnicas e comportamentais que vão se fortalecendo a cada nova geração.

Cuidado com o relógio: seja pontual

  Uma imagem confiável e positiva depende da pontualidade. O perfil ético de um profissional responsável é mensurado pela forma com que cumpre com seus compromissos agendados e aprazados (aquilo que tem prazo para conclusão). Agendar compromissos e cumpri-los dentro da pontualidade fortalece a imagem. Dá pontos positivos. Eticamente correto. Demonstra consideração e respeito ao outro. Em sendo pontual, você respeita o tempo do outro e o outro sente que também deve ser pontual com você. As pessoas não merecem esperar por nenhum de nós em compromissos agendados. Impontualidade é sinal de desinteresse, imaturidade, desorganização. Em caso de imprevisto, telefone ou envie uma mensagem de voz ou de texto. Dê uma satisfação por não conseguir chegar no horário combinado. O ideal é organizar a rotina para chegar, pelo menos, 5 minutos adiantado. Também não deixe de cumprir prazos. Nada de procrastinar assuntos ou prazos que envolvam apresentação de projetos. Isso não tem direito a descul

Assessor Executivo: emprego e carreira profissional

              Hey, você! Quer ter emprego ou ter empregabilidade? Em 1995, José Augusto Minarelli, então consultor de outplacement e aconselhamento profissional, escreveu o livro Empregabilidade: o caminho das pedras. Na ocasião, “empregabilidade” começava a fazer parte do rol de termos (e de atitudes) de quem estava em busca de uma carreira profissional. Empregabilidade, no entender de Minarelli, “é a condição de ser empregável, isto é, de dar ou conseguir emprego para os seus conhecimentos, habilidades e atitudes intencionalmente desenvolvidos por meio de educação e treinamento sintonizados com as novas necessidades do mercado de trabalho.” Considerava que o emprego era do empregador. E ainda é atualmente. O empregado vende o seu trabalho para o empregador. É recorrente vermos os empregados confiarem o desenvolvimento de sua carreira ao empregador. Só fazem cursos de capacitação e de especialização se a empresa manda. E quando a empresa não precisar mais dele ou dela? “A

Gafes imperdoáveis à mesa #secretariadoexecutivo

Imagem
  û Sentar à mesa de refeição sem ser convidado. û Servir-se de grande quantidade de comida. û Comer depressa demais. Recomenda-se comer num ritmo saudável, mastigando bem os alimentos. û Gesticular com os talheres na mão. û Mexer no celular com frequência. û Não usar o guardanapo antes de beber. û Falar e beber com a boca cheia de comida. Comer de boca aberta. û Levar a faca à boca. E fazer a faca de pá. û Recusar os vinhos. Se for abstêmio, aceitar só um pouco. û Colocar a mão sobre o copo para dizer que não bebe. û Cortar toda a carne ou o peixe de uma só vez. û Pousar a taça na mesa, após o brinde, sem antes beber um pouco. û Deixar colher dentro da taça de sorvete ou dentro da xícara de café. Só no pires. û Fazer ruído ao tomar sopa. û Abrir os cotovelos como asas. Ou colocá-los em cima da mesa. û Colocar sal ou pimenta antes de provar a comida. û Pendurar o guardanapo no colarinho. û Palitar os dentes. Passar fio dental. Tirar o

Eventos corporativos de fim de ano #secretariadoexecutivo

  As festas de fim de ano sempre geram muita expectativa, tanto no âmbito das famílias como no meio corporativo. Agitam quem responde pela organização, e mexem com a zona de conforto dos convidados. Sim, porque uma festa de fim de ano da empresa não é uma festa qualquer. É da empresa. Ocasião de encontrar as pessoas de nossa convivência diária num outro clima, com mais descontração, mais animação, longe das cobranças por metas e resultados. E aqui vai o meu temperinho, para não dizer, meu veneninho de “toma cuidado!!”: é uma festa corporativa e como tal é a extensão do dia de trabalho, com uma dinâmica mais festiva e comemorativa. “Tá, e daí? O que queres dizer com isso?” talvez alguém queira me interpelar assim. Quero dizer que na festa de fim de ano, você deve manter o mesmo cuidado, a mesma preocupação com a postura e a imagem que você mantém no cotidiano. Nada de relaxar porque é festa. As festas corporativas de fim de ano são uma excelente oportunidade para ampliar ou soli

Profissionais do secretariado: eis dicas de expressões em inglês

  Mantenham-se em permanente estado de aprendizagem. É a mensagem que costumo deixar para profissionais do secretariado em início de carreira. Talvez para alguns pareça mais um tradicional clichê de professora. Mas, acredite, não é! Manter-se em estado permanente de aprendizagem não é uma ação tão simples assim. E não é todo profissional que consegue. Requer determinação, disciplina e pertencimento ao que se está fazendo e ao que se pretende fazer a médio e longo prazos. Ter fluência em uma língua estrangeira, uma dentre as inúmeras habilidades requeridas de um profissional de secretariado, vai requerer aprendizagem contínua. Caso contrário, se “enferruja”, como se diz na gíria, o que significa perder a fluência por falta de prática. Com este post de hoje, quero te dar uma dica de como eu ainda me esforço no dia-a-dia para manter minimamente minha fluência em inglês, principalmente no que se refere ao inglês “mais moderno”, atualizado. Sabe, aquele jeito de falar na rua, como n