Vivências e convivências

Vivências e convivências

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

A construção da carreira profissional


Aos 18 anos de idade vivia pensativa em querer traçar minha trajetória profissional. Almejava - com toda a energia de vida - construir uma carreira fundamentada na competência e credibilidade profissional.
 
Lembro-me que, nos momentos em que tudo parecia dar errado, apoiava-me em algumas frases que despertavam minha reflexão e me davam força para acreditar em mim. Eram frases que acabavam funcionando como mola propulsora para o meu desenvolvimento pessoal e profissional. Infelizmente não cheguei a guardar essas frases.
 
Em 1998 - para minha alegria - Marco Aurélio F. Vianna escreveu o livro 30 anos de ideias, repleto de frases inspiradoras e críticas.  Fica difícil selecionar algumas para publicar aqui no blog, porque todas são ótimas. Para hoje escolhi as seguintes:


"Só há uma pessoa capaz de levar adiante as transformações e evoluções de que você necessita: você mesmo."


"As empresas devem lembrar sempre: aqui trabalham
Seres Humanos."

"Você prefere ser feliz ou ter razão?"

"O mundo o percebe do tamanho de suas contribuições."

"Busque soluções, e não culpados."

"Nós não temos o direito de entregar para as futuras gerações uma humanidade pior do que aquela que recebemos."

"Encare o trabalho como uma forma humanamente correta de cumprir sua missão terrena."

"Buscar a felicidade pessoal não é só um direito, é obrigação para com 
nossa alma e nosso ser superior."

"Tão importante ou mais do que 'o homem certo no lugar certo' é 'o homem certo no tempo certo'."


"Você já fez sua obra-prima de hoje?"




segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Etiqueta no trabalho: autoavaliação


Qual pontuação você se atribuiria - de 5 a 1, sendo 5 = a máxima e 1 = a mínima para as seguintes questões?

1) Uma vez dada minha palavra, podem confiar que irei mantê-la.

2) Meus colegas de trabalho têm minha integridade em alta conta.

3) Tento ser educado, por mais que não goste da outra pessoa ou que ela me irrite.

4) Gosto de fofocas, principalmente sobre meus colegas.

5) Acredito que o humor é imprescindível para me dar bem com as pessoas.

6) Sou querido e respeitado por meu colegas.

7) Cuido tanto da aparência quando estou entre meus colegas como quando saio com pessoas de fora do trabalho.

8) Para mim, fazer bem o meu trabalho é tão importante quanto minha aparência quando estou trabalhando.

9) Reconheço e me lembro dos favores que me fazem e os retribuo quando posso.

10) Gosto de ouvir o ponto de vista das outras pessoas antes de expressar o meu.



Estas questões foram extraídas do livro:
Etiqueta no Trabalho, de David Robinson (Clio Editora: São Paulo/SP)


segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Setembro...... primavera chegando.....


Vamos dar boas vindas a setembro de 2013 com a poesia de Théophile Gautier (1811-1872).

Vilanela
 
Ao chegar a nova estação,
quando o frio já estiver sumindo,
nós iremos, meu coração,
colher lírios no bosque lindo.
De manhã, tremente, veremos
sob os pés o orvalho brilhar,
e a voz do melro ouviremos cantar.
 
A Primavera enfim chegou
com a benção dos enamorados;
e o pássaro as asas lustrou
em seu ninho ao som de trinados.
Vem na relva aqui te assentar,
minha bela, entre musgo e flores;
tua voz doce ouvirei falar de amores.
 
Caminhando longe da estrada,
busquemos a lebre escondida
e o acervo, que inclina a galhada
sobre a fonte em que é refletida.
Mãos dadas, voltemos contentes
depois dos passeios campestres;
no cesto, os morangos rubentes, silvestres.
 
 
 

domingo, 1 de setembro de 2013

Reunião: quem vai participar?


O resultado do trabalho de um conjunto de pessoas será sempre maior que os resultados que cada um conseguiria individual e isoladamente. Correto?
 
Correto. Porque ouvir as pessoas diretamente envolvidas com um determinado assunto, antes de se tomar decisões que as afetam, é o caminho mais adequado quando se busca uma solução colaborativa para problemas corporativo.
 
A metodologia utilizada para se encontrar a solução colaborativa é a convocação de uma reunião. Quem convocar?
 
Há empresas que recomendam manter o grupo tão reduzido quanto possível, incluindo apenas as pessoas que:
 
a) puderem executar as decisões tomadas na reunião;
b) puderem fazer uma contribuição específica;
c) puderem aprovar as medidas necessárias;
d) tiverem responsabilidade oficial pelo assunto em discussão;
e) puderem organizar uma articulação estratégica;
f) puderem criar uma atitude positiva em relação ao assunto;
g) tiverem uma contribuição pessoal a fazer, do ponto de vista estratégico.
 
O horário para se realizar a reunião também deve ser considerado para o êxito dos objetivos.
Manhã de segunda-feira, a tarde de sexta-feira e o horário após o almoço são momentos em que quem convoca a reunião compete com uma série de acontecimentos alheios à reunião. Produtividade zero.
 
Reuniões de surpresa - só se for para motivar e elogiar a consecução de metas. Caso contrário, os participantes da reunião devem ser convidados com antecedência para que possam se preparar diante do objetivo, do assunto, do papel que terão na reunião e do tempo que demandará sua presença.
 
Quantas vezes você já compareceu a uma reunião sem saber sobre os motivos da reunião, nem verbalmente?