Vivências e convivências

Vivências e convivências

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Secretariado Executivo: miscelânea de ideias


Resgatei em meus papeis pessoais um caderno no qual fiz anotações a partir de 1997 (e isso já faz tempo, não é mesmo??), época em que estava no Mestrado em Educação Superior, preparando-me para escrever a dissertação.

E são tantas as anotações!!!! Algumas que na ocasião faziam até algum sentido. E hoje não tem mais nada a ver. Outras, por sua vez, podem ser uteis para quem se vê diante de dilemas da profissão, nem que seja para comprovar que esses mesmos dilemas, em outras épocas, já incomodavam outros. Ah, se incomodavam, eu que o diga.......!!!

Pois bem, vou deixar aqui alguns desses meus escritos. Quem sabe podem servir de reflexão, inspiração ou indignação (por que não!!) para a galera jovem do Secretariado seguir seu caminho profissional.





> >  Você agora é gestora da secretaria executiva, que é composta por 5 pessoas.
Você é responsável pela construção e foração da equipe e criar uma rede de relacionamento interpessoal para garantir um ambiente profissional e harmônico.

A secretaria executiva assessorará 5 diretores e 8 gerentes. A equipe deverá trabalhar em busca do resultado corporativo planejado, agregar valor ao negócio (óbvio, certo??)
Para formar sua equipe de secretários(as), quais valores você levará em consideração?
Lembrando que valores ajudam a transformar atitudes em ação.


Quem pensa, manda.
Quem executa processos e procedimentos, obedece.

O que motiva um(a) profissional a continuar como assessor(a)executivo(a)?

Que formação se pretende para o profissional que assessora? E que saberes são necessários à formação que o secretário/assessor almeja?

As pessoas se lembram da gente e formam um conceito a nosso respeito ao fazermos um trabalho perfeito.

Pergunte-se: Tenho como meta ser alguém capaz de lidar melhor com as pressões de um mundo cada vez mais competitivo?

Quem tem conhecimento, tem responsabilidade!


"Crie um rastro de gratidão por onde passar." (Sérgio Lacerda)


Nenhum comentário:

Postar um comentário