Vivências e convivências

Vivências e convivências

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Secretariado Executivo: eu acredito!!



Exerci o secretariado, ensino secretariado, estudo e pesquiso secretariado, leio secretariado, falo sobre o secretariado, discuto secretariado. E quanto mais faço tudo isso, e muitas dúvidas e perguntas ainda tenho a respeito.
E hoje persiste só uma certeza: tanto na área de secretariado como em qualquer outra, o sucesso e êxito profissional acontece para quem tem um planejamento de carreira. E ter planejamento de carreira significa optar um algo que tem a ver com ele mesmo e gostar de fazer isso.
Eu ACREDITO no secretariado!! Porque sempre tive o secretariado como uma profissão. E não como algo passageiro até decidir fazer outra coisa.
O Secretariado é uma profissão; passou por etapas distintas ao longo das transformações do mundo corporativo. Cada etapa esteve ajustada aos padrões de sua época, à mentalidade predominante, às necessidades corporativas, à forma de gerenciamento e de compreensão dos executivos. 

Uma profissão só existe porque existem profissionais que criam a sua identidade/imagem por defenderem e atuarem com profissionalismo, respeito e ética. Pertencimento.

É mensurada por quem lhe dá vida e sentido e quem faz isso são os profissionais, as pessoas que escolhem e optam por exercê-la. Importante frisar que uma profissão me pertence. O cargo que ocupo em uma empresa, é da empresa; faz parte de sua estrutura organizacional. 

Agora, optar por ter uma profissão e a partir disso fazer o planejamento de carreira envolve:

      determinação;

      disciplina da perseverança;

      foco;

      assumir o projeto de vida;

      assumir o controle da vida profissional (ter autoestima, autoconhecimento, autoconfiança);

      investir no aprendizado e na formação;

      e se comprometer com a profissão escolhida.
 

Significa construir a credibilidade profissional. A construção da credibilidade profissional leva tempo. E tudo começa quando se decide ser secretário. Depende da postura que assumimos.

Por intermédio de sua postura, os profissionais refletem e dizem ao mundo corporativo se são profissionais inspirados, engajados, movidos pela superação, que procuram agregar valor ao seu trabalho, ou apenas usam a profissão como um trampolim para algo que nem eles mesmo sabem. 

De que ações o Secretariado precisa para ser bem sucedido/reconhecido?  

Este reconhecimento não vem por acaso. Entendo que demanda, basicamente, as seguintes exigências:

(1) mudança no comportamento dos próprios profissionais, principalmente no que diz respeito ao planejamento de sua carreira profissional;
(2) desenvolvimento de uma cultura de inclusão por parte  dos gestores de talentos de que quem é do secretariado pode sim traçar uma carreira a partir dela;
(3) engajamento dos profissionais no processo de educação continuada e nos planos de carreira das empresas;
(4) autogestão do autoconhecimento > planejamento de carreira.
 

Enfim, são provocações que faço a vocês diante de uma profissão cujos atores estão no centro das relações que regem o mundo corporativo.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário