Vivências e convivências

Vivências e convivências

terça-feira, 21 de abril de 2020

Ser convivencial a partir das adversidades



O cenário da vida real


Aprendi a ser convivencial a partir das adversidades. Adversidades por ser mulher profissional. Adversidades por optar em ter uma profissão antes de casar. Adversidades por querer estudar e me capacitar antes de aprender a ser dona de casa. Adversidades por ser a filha mais velha, a primogênita,  e não seguir os desejos do pai de permanecer trabalhando na empresa em que ele se aposentou.

Aprendi a ser convivencial nas adversidades por ter começado a trabalhar muito jovem com homens no escritório e ter de ter postura e compostura para ser respeitada como alguém que estava lá por competência. Exigia elegância e sociabilidade ao me relacionar com pessoas que apenas me viam como uma menina, até inteligente, além de simpática e à disposição para servi-los no cotidiano do ambiente de trabalho.

Ah! como aprendi a ser elegante e convivencial a partir de situações adversas geradas na família e no ambiente de trabalho.

Aprendi a ter objetivos e metas pessoais bem alinhavadas. Mesmo sem metodologia, tracei minha trajetória. Se você consegue se ver sendo aquilo a que se propõe ser, você encontra forças para acordar toda manhã e batalhar para concretizar a meta. A concretização da meta não acontecerá de um dia para outro, nem de uma semana para outra, nem de mês em mês. Muitas vezes só se concretizará depois de dez, vinte, trinta, quarenta anos de muita persistência, resiliência e fé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário