Vivências e convivências

Vivências e convivências

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Serviço à Francesa

Ideal para refeições formais, é considerado o serviço oficial para reuniões de caráter diplomático, é o mais requintado.

O serviço à francesa carateriza-se, basicamente, pelo próprio comensal se servir de especiaria ou prato para ele oferecido, através de uma travessa, por um garçom ou copeiro.

São regras gerais de um serviço à francesa:

a) Tratando-se de serviço específico para ocasiões formais, é imprescindível o refinamento e a harmonia dos acessórios e decoração ao trabalho dos garçons.

b) A mesa deve ser colocada com os acessórios necessários para a refeição, de acordo com as regras de colocação de mesa.

c) A distribuição dos lugares à mesa obedece a uma ordem de precedência. O lugar de honra fica à direita da hostess e do anfitrião. O cavalheiro mais importante, o homenageado, senta-se à direita da anfitriã. A sua esposa, senta-se à direita do anfitrião.

d) Os garçons servem os pratos pela esquerda dos convidados a uma altura e distância confortáveis para que eles se sirvam da comida.

e) As bebidas são servidas pela direita do convidado.

f) Depois que o convidado termina de comer, o prato é retirado pela direita e um limpo é recolocado pela esquerda, num movimento simultâneo.

g) Cabe ao garçom servir primeiro as senhoras e depois os homens, deixando a anfitriã como a última entre as senhoras e o anfitrião como o último entre os homens.

h) Havendo convidados de honra, a mulher convidada de honra é servida em primeiro lugar; em seguida, todas as mulheres, encerrando pela anfitriã. Para os homens, o procedimento é o mesmo.

i) Aguarda-se a anfitriã levantar seu talher para se começar a comer.

j) O café preferencialmente é servido fora da mesa, num outro ambiente. Cabe à anfitriã ou ao anfitrião aguardar que todos tenham terminado a refeição, para, então convidá-los para o café.

k) O serviço de licor é após ou paralelo ao serviço do café.



Referência:

RIBEIRO, Célia. Etiqueta século XXI: um guia prático de boas maneiras para os novos tempos. 3.ed. Porto Alegre: L&PM, 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário