Vivências e convivências

Vivências e convivências

domingo, 13 de outubro de 2013

O entusiasmo de quem assessora


Você é um profissional entusiasmado pelo seu trabalho?
 
Quantas vezes já lemos ou ouvimos dizer que o sucesso está em se fazer o que se gosta, que fazemos melhor quando gostamos do que fazemos.
 
As pessoas não se entusiasmam ao executar atividades com as quais não têm afinidade. Gostar do que fazemos energiza nossa capacidade de superação. Esta, por sua vez, só prevalece quando os objetivos são maiores do que as adversidades.
 
Como profissionais de assessoramento executivo, somos parte da equipe que administra; opina; pensa junto; sofre junto; vibra com o êxito do projeto; festeja a assinatura de mais um contrato; aflige-se quando o fornecedor não cumpre o prazo de entrega; empolga-se porque irá coordenar a recepção de uma comitiva do Oriente Médio que vem conhecer a empresa; irrita-se quando alguém diz que não vai dar certo; quer jogar tudo para o alto quando o chefe tem seus rompantes e diz que não foi avisado quando o foi.
 
Ora, para isso e muito mais, um profissional que não estiver comprometido com a profissão vai causar estragos a sua saúde e à saúde dos gestores.
 
O que faz você sentir orgulho do profissional que é?
 
Aplausos..... para quem pensou em um, dois, três ou mais desafios para acordar toda manhã. Pois são estes desafios que nos impulsionam em direção aos nossos objetivos.
 
O comprometimento com a profissão escolhida e o orgulho por exercê-la dentro dos preceitos da ética podem ser mensurados pelo grau de entusiasmo do profissional.
 
Uma pessoa entusiasmada contagia os que estão ao redor, é bem-humorada e alegre, mantém uma postura sempre confiante.


Nenhum comentário:

Postar um comentário