Vivências e convivências

Vivências e convivências

domingo, 18 de novembro de 2012

A formação de Secretários Executivos é na Universidade

Levando em consideração que o conhecimento tornou-se o verdadeiro capital e o principal "recurso" gerador de riquezas, como já afirmava Peter Drucker nos anos 90, e que é somente através da educação formal que os milhares de informações que obtemos a cada segundo via mídia informativa são organizados e sistematizados, a escola e a universidade são chamados constantemente a rever seus objetivos.

Agora, é o poder econômico pleiteando da educação formal a capacitação de homens e mulheres com competências que lhes possibilitem lidar com as novas tecnologias e tendências do mercado. A educação formal talvez nunca antes esteve tão imbuída de ser a "articuladora" entre a qualificação profissional e a educação para a cidadania do que no momento atual.

É o momento de a educação formal não subordinar seus objetivos unicamente às necessidades do empresariado, mas dar uma resposta concreta na formação de pessoas com as competências requeridas, bem como de sujeitos de direitos e deveres para viverem na sociedade e serem capazes de fazer uma leitura crítica de sua realidade, no exercício pleno da cidadania, usando palavras de Pedro Demo.

A profissão de Secretário, como já afirmamos por inúmeras vezes, tem sofrido alterações significativas em sua trajetória, desde a época dos escribas até os dias de hoje, influenciadas diretamente pelas constantes mudanças na estrutura e no gerenciamento das organizações.

Neste caso específico, entendo que a Universidade é o lugar privilegiado para proporcionar a formação de Secretários Executivos competentes e éticos, dentro da categoria simbólico-analítica, ou seja, de profissionais capazes de intervir, identificar problemas e resolvê-los, propor soluções para os problemas que surgem no ambiente de trabalho, analisar dados e informações e trabalhar em equipe, capacitando-os para enfrentar o instável mundo das organizações e de sua administração, bem como acompanhar o acelerado avanço da tecnologia de informação e de comunicação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário