Vivências e convivências

Vivências e convivências

quarta-feira, 18 de junho de 2014

O Estágio Supervisionado no Curso de Secretariado Executivo

Posso estar chovendo no molhado, mas vou retomar um assunto que já foi alvo de inúmeras discussões no âmbito das Universidades e das organizações: o estágio supervisionado.
 
Também tem-se escrito e abordado com certa ênfase o fato de que nossos estudantes devem ser orientados a buscar o desenvolvimento de competências e habilidades progressiva e continuamente, e ater uma participação dinâmica em tudo o que diz respeito ao seu processo de aprendizagem, construção de sua carreira profissional e seu projeto de vida.
 
O estudante precisa ser orientado a assumir responsabilidades e estar determinado a autoformar-se. Sua formação deve ser orientada a fim de possibilitar uma leitura crítica da realidade em que vive, e proporcionar-lhe o desenvolvimento de competências que lhe permitam satisfazer necessidades pessoais  profissionais diante de um mundo m constante mutação. Precisa ser formado para autogerenciar-se continuamente, consciente do papel que desempenha e quer desempenhar na sociedade, sem perder a consciência de si mesmo.
 
O estágio supervisionado é, sem dúvida, uma das maneiras de se criar sintonia entre o mundo real e o mundo ideal, articulando teoria e prática mediante uma efetiva interação Universidade e organizações campos de estágio.
 
Para avaliar esta sintonia entre o mundo real e o mundo ideal, durante minha dissertação de Mestrado listei alguns indicadores para avaliar o estágio supervisionado.
 
Em se querendo avaliar o estudante-estagiário, segundo o seu desempenho nas atividades práticas supervisionadas (um dos critérios), pode-se considerar os seguintes indicadores:

- quantidade e qualidade das atividades executadas;
- cumprimento dos prazos fixados (administração do tempo);
- domínio das técnicas para realizar as atividades;
- frequência de trabalhos refeitos (retrabalho);
- agilidade e dinamismo na execução das tarefas;
- participação em trabalhos de equipe;
- capacidade de organização e planejamento;
- comunicação oral e escrita;
- capacidade de intervir, identificar problemas e propor soluções;
- capacidade de analisar dados e informações;
- assiduidade e pontualidade;
- iniciativa e tomada de decisões;
- liderança;
- relacionamento com clientes internos e externos;
- adequação do perfil profissional do estagiário às necessidades da organização campo de estágio;
- apresentação e postura profissional;
- dedicação ao estágio
- etc, etc.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário