Vivências e convivências

Vivências e convivências

terça-feira, 24 de junho de 2014

Orgulho de ser profissional de secretariado - parte 1


O que te trouxe mais orgulho como secretária(o)?

Foi este o questionamento que lancei no grupo de discussão  “Secretariado e Assessoramento Executivo” que criei no LinkedIn.

E quero aqui compartilhar alguns dos depoimentos recebidos. Vou iniciar com o depoimento da Adriana Cristina Silva.

“A Secretária é uma facilitadora, que tem um papel ativo dentro das Corporações, ela é responsável por planejar, organizar e facilitar as atividades dos executivos, visando o alcance dos resultados almejados. É necessário que tenha visão do negócio e conhecimento do processo como um todo. A sociabilidade, comunicação assertiva, autoconfiança e determinação são fatores indispensáveis numa Secretária, pois o seu trabalho fica em grande exposição para todas as demais áreas da estrutura organizacional. Ser Secretária, na minha opção particular não é orgulho, é Amor Verdadeiro, pois aflora no meu eu uma energia que não tem fim, que me estimula e motiva a buscar sempre novas coisas a serem feitas para atingir os objetivos e principalmente, a colocar em prática os dons que possuo. É como uma canção interior que toca suavemente, mas é extremamente persuasiva e te estimula a ir além...

O verdadeiro papel e missão do Profissional de Secretariado, ainda é um véu que deve ser retirado dos olhos e mentes de gestores de algumas organizações, de alguns profissionais de RH e infelizmente, de algumas Profissionais de Secretariado, assim como ocorre em quaisquer outras das profissões existentes. Penso que o trabalho a ser feito é longo e bem complexo, como o trabalho do semeador, mas também reconheço que já colhemos bons frutos de algumas das sementinhas plantadas no passado, pois atualmente, muitas organizações e executivos, além de entender e reconhecer o nosso verdadeiro papel, passaram a nos atribuir atividades bem mais desafiadoras nos proporcionando assim, grandes oportunidades de demonstrarmos o nosso verdadeiro potencial.”

Obrigada de coração, Adriana, por suas palavras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário