Vivências e convivências

Vivências e convivências

quarta-feira, 11 de março de 2015

Tempo, organização e planejamento


Pensar a respeito da utilização do tempo é uma tarefa desafiadora, pois é um momento de autoconhecimento. É um ato de avaliação de preferências, prioridades, desejos, necessidades e toda sorte de vontades subjetivas. Entretanto é um passo importante para a melhoria da qualidade de vida e atingimento das metas pessoais e profissionais.

         A forma como organizo meu tempo está ligada aos meus hábitos e preferências, ordeno minhas atividades diárias com base nisto. Gosto muito de aprender e desenvolver novas perspectivas, assim tenho hábito de ler, assistir filmes e conversar com pessoas mais experientes e criativas. Não ocupo-me com atividades muito mecânicas sem teor reflexivo. Neste sentido, a percepção de tempo pode variar, pois acredito perder um tempo precioso fazendo atividades como, por exemplo: passar roupa, percebo como se o tempo não passasse ou a roupa não acabasse nunca. No entanto, quando estou em uma atividade de preferência pessoal, algo prazeroso, percebo o tempo de forma diferente, passa mais de pressa. Porém isto é uma ilusão, pois é fato que todas as horas têm 60 minutos.

Na compreensão do tempo, o mais difícil é usá-lo a nosso favor, entendê-lo como nosso aliado seria uma mudança de paradigma. O escritor Christian Barbosa, escreve em seu livro, Tríade do Tempo, que é mais fácil manter-se nas atividades urgentes ou circunstanciais, entretanto permanecer nesta esfera, na verdade, dificulta nossa rotina.

Ter uma clara definição do que é urgente e importante em nossa vida faz parte de uma boa gestão do tempo. Urgente é tudo aquilo que já não temos mais tempo hábil para fazer, deve ser executado imediatamente. Importante são as atividades alinhadas com nossos desejos e sonhos, que trazem resultados reais a nossa vida. Esta distinção é necessária para que possamos fazer nossas próprias escolhas, sem esta consciência, ficamos suscetíveis à imposição de outras pessoas e ou circunstâncias. Distanciando-nos cada vez mais de nossa realização pessoal.

O tempo é um recurso escasso para quem não sabe administrá-lo, novidade será adquirir hábitos de disciplina e planejamento em consonância com nossos objetivos. Estabelecer metas e fazer acompanhamentos periódicos, trabalhar ativamente para viver em equilíbrio. Vários são os fatores desperdiçadores de tempo, mas o principal deles é a falta de conhecimento nas atividades e a ausência de planejamento. Assim o momento de organizar e prever a rotina dos dias seguintes, é seguramente, a melhor medida para otimização do tempo.

Evitar atividades que desperdicem nossas horas é uma atitude estratégica, o acesso às redes sociais, e-mails com piadas e interrupções são as atividades nas quais mais perco tempo ultimamente. O Fecebooké uma boa forma de descontração, mas também é altamente viciante, hipnotizando-nos por horas.

 Com base em minhas experiências profissionais e leituras acredito que a grande questão na gestão e organização do tempo seja: 

Como encontrar uma forma adequada de gerir o tempo e alcançar resultados desejados?

 Se entendermos como pressupostos:

1.      Boa administração do tempo é condição para ter qualidade de vida;

2.      Sem o autoconhecimento ou a definição de objetivos claros, nunca teremos administração de tempo adequada.

     Refletir sobre esta questão com base nos pressupostos citados acima é um caminho para uma existência saudável e feliz.

   Refletir sobre a gestão do tempo é de fundamental importância para qualquer pessoa que deseje atingir seus objetivos, seja uma reflexão profunda acerca dos desejos e vontades individuais, seja em uma minuciosa descrição e organização de uma agenda.
 

Para tanto, temos inúmeras formas distribuídas em vários autores e técnicas, cabe a cada indivíduo ter a iniciativa e disciplina para encontrar seu método ideal e aplica-lo.

 

REFERÊNCIAS
  1. ELIANE, Wamser. A Secretária Que Faz. Nova Letra. 2010
  2. CAIN, Susan. O Poder dos Quietos. Ed. Nova Fronteira Participações. 2012
  3. COVEY, Stephen R. Os 7 Hábitos Das Pessoas Altamente Eficazes. Best Seller, 2005
  4. Texto: BARBOSA, Christian.Tríade do Tempo. Capitulo três
  5. Artigo: FONTANELLA, Rosane. Os tipos comportamentais e a postura do profissional de        secretariado, publicado na Revista de Gestão e Secretariado. Disponível em:http://www.revistagesec.org.br/ojs-2.4.5/index.php/secretariado/article/view/56#.VFVGLlItDm
  6. Vídeo: CAIN, Susan, O poder dos quietos, TED Talk Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=-nTp2e4bCMc

  7. Vídeo: BARBOSA, Christian. Gestão do Tempo e Produtividade Pessoal. Disponível em:
    http://www.youtube.com/watch?v=dT7hkt--PO0 ) 

(Fonte: texto escrito por Janine Soares, e também publicado em seu blog: http://profissaodesecretariaexecutiva.blogspot.com.br/)

Nenhum comentário:

Postar um comentário