Vivências e convivências

Vivências e convivências

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Organizar-se? Para quê?


 Ser organizado é ...............


Ø  Saber onde buscar as informações e encontrá-las na hora em que se precisa.

Ø  Saber quais compromissos e atividades são importantes e/ou urgentes e dar as devidas prioridades.

Ø  Usar métodos e instrumentos confiáveis e ágeis para conseguir acesso fácil às informações sem perigo de extravios.

Ø  Manter arquivos, agenda e o próprio escritório em ordem e excluir materiais e papeis desnecessários.

Ø  Ter responsabilidade e manter cada objeto, material e documento em seu devido lugar, fazendo com que o ambiente de trabalho seja o mais funcional possível. Estabelecer regras gerais de organização e segui-las.

Ø  Manter todos os compromissos em dia, cumprindo prazos, gerenciando os documentos e papeis sobre a mesa, a fim de proporcionar agilidade na hora em que forem solicitados.

Ø  Administrar o tempo, respeitando os horários para os quais se planejou realizar cada tarefa.

Ø  Separar documentos úteis de documentos obsoletos. Ter visão para o futuro levando em consideração os imprevistos.

Ø  Ser disciplinado e proativo e ter conhecimento geral da organização em que trabalha.

Ø  Ser organizado é, antes de tudo, fazer uma seleção de prioridade e segui-las, sempre cumprindo horários. Ter em mente o discernimento de qual tarefa pode ficar para mais tarde. Saber administrar bem o tempo, respeitando os horários para os quais se planejou realizar cada tarefa. Manter os documentos na mais perfeita ordem, possibilitando rápida localização do que é preciso, além de melhorar o ambiente esteticamente. A organização relaciona-se muito bem com responsabilidade, tendo em vista que uma pessoa organizada, de forma alguma, poderá ser irresponsável. A organização é a base do equilíbrio tanto no campo profissional como o pessoal. 

       Organização é sinônimo de profissionalismo. 

Na maioria das vezes, o que nos impede a ter uma organização é a comodidade, popularmente chamada de preguiça. Deixamos acumular tarefas/afazeres que não são tão urgentes e quando percebemos já deveriam ter sido feitos ou esclarecidos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário